Abandono do tratamento em anorexia nervosa e bulimia: uma revisão crítica

Flávia Machado Seidinger-Leibovitz*; Larissa Rodrigues**; Celso Garcia Júnior***; Carla Maria Vieira****

Trata-se de revisão crítica de publicações científicas sobre abandono de tratamento ambulatorial e em internação, em anorexia nervosa ou bulimia nervosa, com levantamento de artigos indexados no PubMed/Medline, LILACS, Cochrane e PsycINFO utilizando-se os descritores: dropout, anorexia nervosa, bulimia nervosa e eatingdisorders em variadas combinações, selecionados por título, resumo e leitura do artigo na íntegra. Incluídos estudos sobre abandono em regime ambulatorial ou internação investigando AN e BN isoladas ou junto a outros transtornos alimentares. Em sua maioria os estudos abordam AN em internação. Encontradas contradições na busca de preditores; o subtipo purgativo é o preditor mais sustentado; a seguir, severidade de sintomas na triagem, menor nível educacional e aspectos familiares. Encontrou-se relação do abandono com aspectos psicopatológicos e aliança terapêutica. Sugerem-se estratégias de adesão: tratamento estruturado por fases, foco na aliança terapêutica, participação familiar, flexibilidade e prontidão da equipe no manejo das dificuldades dos pacientes com: impulsividade, controle e no relacionamento interpessoal. Há necessidade de amostras adequadas e termos padronizados na pesquisa quantitativa; estudos qualitativos para compreender os significados implicados no abandono. Destaque para a relação do abandono com diferentes expectativas entre paciente/equipe e dificuldades interpessoais inerentes a estes pacientes, portanto, em constituir a aliança terapêutica.

Palavras-chave: Anorexia Nervosa; Bulimia Nervosa; Pacientes Internados; Assistência Ambulatorial; Pacientes Desistentes de Tratamento.

Para ter acesso ao trabalho completo, clique no link: 2139-11775-2-PB

*Membro do Laboratório de Pesquisa Clínico-Qualitativa (CNPq), bolsista CAPES, auxílio-pesquisa FAPESP no. 2011/20469-8, Psicóloga, psicanalista, membro da CEPPAN e do Centro Lacaniano de Investigação da Ansiedade (CLIN-a), mestre em Ciências Médicas/Saúde Mental (FCM-Unicamp) e membro do Grupo Interdisciplinar de Assistência e Estudos em Transtornos Alimentares (GETA – UNICAMP).

**Membro do Laboratório de Pesquisa Clínico-Qualitativa (CNPq), Faculdade de Enfermagem – Unicamp.

*** Membro do Laboratório de Pesquisa Clínico-Qualitativa (CNPq) e membro do Grupo Interdisciplinar de Assistência e Estudos em Transtornos Alimentares (GETA – UNICAMP).

**** Membro do Laboratório de Pesquisa Clínico-Qualitativa (CNPq) e Curso de Nutrição/Universidade Metodista de Piracicaba (SP)

Publicado em Artigos Marcado com: , ,