Do altar às passarelas: da anorexia santa à anorexia nervosa. Annablume, 2006.

Ideais Ascéticos e Ideais Estéticos: a História das Anorexias

Resenha por Ana Paula Gonzaga*

Resenha: Embora os autores de “Do Altar às Passarelas”, Cybelle Weinberg e Táki Cordás, nos inquietem com a delicada questão sobre a evolução histórica do conceito de Anorexia Nervosa, considerando até que ponto o desenvolvimento de um quadro psiquiátrico pode ser influenciado pela cultura, é também sob outra perspectiva que a obra nos instiga. Ao percorrer a história, desde a Antiguidade até os dias atuais, os autores desvelam, por meio de de pesquisas documentais e dos achados da clínica contemporânea, um aspecto que se sustenta ao longo do tempo: a força dos ideais.

Ao estudarem o jejum na história da humanidade, identificam e nos apresentam um pensamento agudo sobre a evolução desse comportamento. O jejum auto-imposto, obviamente, tem diferentes propósitos e atribuições: penitência religiosa, purificação, tratamento para doenças etc., mas é em especial na prática das Santas da Idade Média, que identificaram indícios importantes que aproximam os quadros clínicos atuais dos propósitos dauqles. Os ideais ascéticos, o martírio, a obstinação e disciplina das “santas jejuadoras” se aproximam significativamente dos ideais estéticos impostos pela anorexia em nossas jovens jejuadoras pós-modernas.

Assim, mais do que questionar, numa rigorosa revisão crítica, a modernidade da Anorexia Nervosa e corrigir posições simplistas, que consideram a cultura atual como desencadeante desses quadros, Weinberg e Cordás contextualizam a interação de fatores biológicos, sociais e culturais na etiopatogênese desses transtornos, tendo por pano de fundo a violência dos ideais, que encontram na cultura diferentes formas de expressão.

Bibliografia: Weinberg, C.; Cordás, T.A. Do altar às passarelas: Da anorexia santa à anorexia   nervosa. São Paulo: Annablume; 2006.

*Ana Paula Gonzaga:  Psicanalista. Membro efetivo do Departamento de Formação em Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae. Coordenadora da equipe de Psicologia, Psicoterapeuta individual e grupal do PROTAD-HC-FMUSP. Coordenadora da CEPPAN.

Publicado em Resenhas Marcado com: , , , , , , , , ,